A receita do modelo educacional finlandês: pense diferente

Claudia Wallin
De Helsinque

[show_fb_likes]

“Sisu”, no impenetrável idioma finlandês, é uma palavra ingrata que desafia os neurônios de legiões de tradutores. Em português, talvez a forma mais eficaz de decifrar o termo seja compará-lo ao atributo peculiar dos maus perdedores de eleições no Brasil: resiliência sem fim, na determinação obstinada da busca do êxito mesmo em face do mais ribombante fracasso. Na Finlândia, “sisu” simboliza a própria alma do povo deste país, que enfrentou a dor da fome, das guerras, da dominação e da miséria até descobrir que a educação pública de qualidade era o caminho para quebrar o ciclo da pobreza.

A revolução educacional promovida pela Finlândia a partir dos anos 70 coincidiu com uma impressionante transformação econômica deste país, que só conheceu o asfalto na década de 20 – e só conseguiu inaugurar seus primeiros 14 quilômetros de rodovia em 1963. A sociedade agrária e desigual do passado deu lugar a uma sofisticada sociedade de informação e bem-estar social, que projetou em seguida os indicadores da economia finlandesa para o topo das estatísticas mundiais.

A experiência finlandesa é particularmente interessante, por duas razões: a primeira delas é que a reforma mais radical do modelo de educação, posta em prática na década de 90, foi introduzida em meio à pior crise econômica já vivida pelo país desde o pós-guerra.

Também é interessante porque, naqueles anos amargos, a Finlândia lançou mão de uma estratégia de estreita interação entre as políticas de educação, as estratégias econômicas e o setor empresarial – em especial a Nokia, que viria a se tornar na época o mais poderoso motor do crescimento e da transformação do país.

Em 1993, a Finlândia atravessava o auge da recessão que colocava o país de joelhos. A taxa de desemprego era de 20%, o setor bancário entrava em colapso, o PIB registrava um declínio de 13%, a dívida pública atingia patamares estratosféricos. Medidas imediatas eram necessárias para combater o caos provocado pela crise bancária finlandesa e irrigar a economia, após a perda dos essenciais mercados soviéticos enterrados junto com a URSS.

O governo respondeu à crise de forma inesperada.

“A primeira medida foi realizar investimentos pesados no setor de inovação e alta tecnologia”, diz o educador finlandês e então Ministro da Educação, Pasi Sahlberg, observando que a estratégia de sobrevivência da época para superar a crise também envolveu doses de privatizações e um maior grau de liberalização da economia.

Ao mesmo tempo, a educação pública de qualidade foi impulsionada como fator-chave na rota para uma nova prosperidade.

“Os investimentos no acúmulo e no desenvolvimento do conhecimento foram considerados como uma medida decisiva para o futuro econômico do país, a partir do consenso de que as tecnologias de comunicação e uma economia baseada no saber eram a melhor forma de sair da crise”, acrescenta Sahlberg.

A sólida base do sistema já havia sido lançada nos anos 70: a criação de um Estado de bem-estar social deu a todos os cidadãos oportunidades iguais de acesso à educação, formando assim uma incubadora de cérebros que alavancou o crescimento do país. Agora, a recessão dos anos 90 avisava que era chegada a hora de uma revolução ainda mais radical.

Foi então que os finlandeses criaram uma força-tarefa para elaborar as diretrizes de uma renovada estratégia de educação. O mutirão reuniu ao redor da mesa não apenas políticos e educadores de escolas e universidades, mas também empresários do país.

Os representantes da empresa Nokia, que em 1992 tomou a decisão crucial de concentrar suas atividades unicamente no setor de telecomunicações, eram defensores vocais da educação pública de alta qualidade. Diziam que atenção especial deveria ser dispensada à peruskoulu (a educação de ensino fundamental e médio), por ser o alicerce básico de todo o desenvolvimento do conhecimento e das aptidões de um indivíduo.

“Em nosso diálogo com a Nokia, para nossa surpresa, ouvimos idéias surpreendentes sobre como desenvolver a peruskoulu”, conta Pasi Sahlberg.

A lógica dos executivos da Nokia era cristalina: o medo do fracasso mata a criatividade de um indivíduo, que por sua vez enterra a capacidade inovadora de uma nação. Em outras palavras, quando as pessoas estudam ou trabalham em um ambiente dominado pelo medo de errar ou fracassar, elas param de pensar de forma independente.

Um dos diretores da Nokia colocou a questão nos seguintes termos:

“Se empregarmos um jovem que não possui todos os conhecimentos de matemática ou física necessários para trabalhar aqui, temos pessoas que podem ensinar essas coisas a eles com facilidade. Mas se empregarmos alguém que não sabe como pensar de forma diferente e criar ideias originais, ou que tem medo de cometer erros, não há nada que possamos fazer. Façam o que tiver que ser feito para manter o sistema de educação atualizado, mas não acabem com a criatividade e a mentalidade aberta nas escolas.”

Pensar fora da caixa tornou-se assim o mantra e a força do modelo educacional finlandês – um modelo que prefere ensinar os alunos a pensar, e não a memorizar. E uma inovadora cooperação entre as escolas e as empresas finlandesas, em especial a Nokia, passou a fazer parte do currículo escolar.

“A indústria finlandesa não só promoveu ativamente a melhoria do aprendizado, como também apoiou e ainda apoia programas inovadores de parceria com as escolas públicas”, destaca o educador Pasi Sahlberg.

“Diversas universidades também passaram a ter uma cooperação ativa com os setores de pesquisa e desenvolvimento das empresas do país”, acrescenta ele.

Foto.Finlandia.Bandeira

A ênfase nas ciências matemáticas e na tecnologia contribuiu marcadamente para o crescimento da Nokia como líder global em telefonia móvel, assim como da gigante Stora Enso na produção de papel e celulose.

Já no fim da década de 90, a Finlândia tornou-se uma das mais avançadas e especializadas economias do mundo em tecnologia de comunicações. Em 2001, o país foi alçado para o topo do índice mundial de competitividade do Fórum Econômico Mundial. A partir do novo milênio, passou a figurar de forma consistente entre os líderes dos rankings internacionais de prosperidade, competitividade e redes de comunicação, tornando-se o primeiro país do mundo a tornar a internet de banda larga um direito humano para todos os cidadãos.

Em 2010, a Finlândia gastou quase 4% do PIB em pesquisa e desenvolvimento – o nível mais alto de todos os países da OECD, depois da Suécia.

Mais: os finlandeses, que também ostentavam índices invejáveis de desenvolvimento sustentável, boa governança e transparência, passaram ainda a integrar – ao lado dos vizinhos escandinavos – o topo da lista das nações mais felizes do mundo.

Como memória de um passado infeliz, ficaram na história finlandesa os sete séculos vividos sob o domínio sueco e soviético, as guerras, a fome que matou um terço da população no século 17, e a pobreza que levou milhares de pessoas a abandonar o país em busca de uma vida melhor na Suécia.

“A experiência conduzida pela Finlândia nos anos 90 representa um exemplo de como a educação pode se tornar uma grande força motriz para a transformação e o crescimento econômico. A Nokia e a peruskoulu foram atores críticos para tirar o país da crise”, diz Pasi Sahlberg.

O educador finlandês chama a atenção, porém, para o fato de que o sucesso da reforma educacional finlandesa teve como alicerce principal o desenvolvimento de uma política de educação pública no contexto de um Estado de bem-estar social:

“O capital social criado a partir da responsabilidade de oferecer condições básicas de bem-estar para todos forneceu o contexto social favorável para o êxito do sistema de educação”, ele enfatiza.

“Até 1990, os tempos foram marcados pela criação de um sistema de educação pública baseado em políticas sociais. Após 1990, as iniciativas foram concentradas nas ideias e inovações que moldaram o sistema educacional finlandês como parte integral do complexo sistema social, econômico e político do país”.

O alto grau de instrução da população se reflete também na representação política do país: quase 70% dos deputados eleitos para o Parlamento nas eleições de 2015 têm formação universitária, segundo apontam as estatísticas oficiais do país.

Como as felicidades e as desgraças são cíclicas, a crise financeira global de 2008 e a atual conjuntura mundial impuseram novos desafios à Finlândia, que atravessa hoje um delicado momento de ajuste econômico.

Para equilibrar as contas públicas, o exótico governo finlandês acaba de anunciar duas medidas: reduzir os salários dos membros do Executivo, e aumentar os impostos sobre os cidadãos mais ricos.

E apesar de cortes severos nos gastos públicos terem sido necessários nos últimos anos, um dos princípios estratégicos para resgatar a economia finlandesa continua sendo a manutenção de um nível alto de investimentos em educação e pesquisa, da ordem de 6,3% do PIB.

Neste ano em que os asiáticos brilharam nos resultados escolares, a Finlândia obteve o sexto lugar no ranking mundial de educação da OECD, baseado no desempenho dos estudantes em matemática e ciências. O Brasil ocupa a 60ª posição da lista.

O desafio de manter a excelência do sistema ocupa a mente dos finlandeses, que divulgaram recentemente o novo currículo a ser implementado no ensino básico em 2016. Se não chegou a abolir completamente a tradicional divisão do conteúdo escolar por matérias, a Finlândia decidiu incorporar definitivamente ao currículo a idéia do ensino por tópicos, ou “fenômenos”: por exemplo, em vez de uma aula de História os alunos podem ter uma aula de Primeira Guerra Mundial, planejada em conjunto pelos professores de História, Geografia, Línguas e Física.

Os novos tempos exigem que as escolas e a economia da Finlândia continuem a se reinventar, como sempre fez a Nokia em seus 150 anos de existência: a gigante finlandesa, que começou sua história como fabricante de galochas de borracha para em seguida tornar-se líder mundial no setor de telecomunicações, acabou vendendo no ano passado sua divisão de telefonia móvel ao grupo americano Microsoft por US$ 7,183 bilhões – o futuro da empresa está desde então reorientado para a produção de tecnologia de ponta no setor de redes de transmissão de dados.

Mas o bom combate do país na área da educação permanece sendo a batalha contra as assimetrias sociais, que passaram a mostrar as garras nas últimas duas décadas. Diz Pasi Sahlberg:

“O crescimento da desigualdade social significa geralmente o aumento de problemas sociais, como a violência. Portanto, o desafio da Finlândia não é tentar manter os mais altos índices de desempenho escolar do planeta, e sim lutar para que o país continue sendo uma sociedade igualitária, e mantenha sua posição de liderança como o mais igualitário sistema de educação do mundo.”

301 thoughts on “A receita do modelo educacional finlandês: pense diferente

  1. Artemio Filho says:

    o que tem a ver educação com eleição? texto ridículo. tentando associar politicagem brasileira barata com educação de sucesso finlandesa. só falta vc associar a pátria educadora do PT ao sistema finlandês, tenha paciência.

  2. Oculus Dexter says:

    Claudia Varejão Wallin, você grava/armazena todos os seus posts aqui no facebook? Já está merecendo outro livro com o que compartilha aqui (que não esteja no “Um país sem mordomias …”.

  3. Ronaldo Cesar Gomes says:

    O Brasil está seguindo o exemplo. O Governo de São Paulo está fechando cerca de 80 escolas estaduais e demitindo seus funcionários.
    E os modinhas entendedores de política só sabem repetir termos que a mídia nacional golpista os programou para repetir, como “Bandido bom é bandido morto”, “Fora Dilma”, “Fora Ptralhas”, “Maioridade penal para 16 anos”, “Cunha me representa”, Ops! Esta última não dá mais para gritar….

    • Geraldo BSilva says:

      Maior desastre que o perpetrado pelo PT na educação não tem igual: fez uma “revolução” começando de cima para baixo, priorizando o ensino superior privado,, afinal de contas criança não vota.

    • Lucia Maria Batista says:

      Não, não é compra de votos. Com certeza não é. Trabalho numa IES privada e garanto: os estudantes temem o desemprego, se ressentem do descontrole do FIES, questionam o aumento de impostos e engrossam as fileiras dos que criticam o atual governo federal. Em resumo, os estudantes não apoiam o PT.

    • Raimundo Fontenele says:

      Porra! Quanta imbecilidade à direita e à esquerda! Aqui se provou que nem PSDB e nem PT servem à nação. E canso de dizer que ambos são as duas faces da mesma moeda. Estamos numa encruzilhada do capeta e a ignorância do povo brasileiro só torna mais difícil as escolhas. E a Educação da qual a Cláudia Varejão Wallin está falando não tem nada a ver com esse ensino ideologizado ministrado na maioria das nossas universidades. E sem uma educação de base de qualidade esses anéis de doutores podem muito bem ser jogados na privada. Deixa que eu puxo a descarga.

    • Ronaldo Cesar Gomes says:

      Exatamente Sra Lucia.
      A crise não é econômica, é política. Querem 3° turno. Atravancam as decisões meramente por não aceitarem a decisão das urnas. A mídia ajuda a moldar um pensamento pessimista enquanto empurra a oposição para o poder. Não estão pensando no povo. O governo do PT é ruim? Pode ser. Mas tenho 33 anos e na minha adolescência a idéia que tinha era que pobre nunca poderia fazer faculdade, e hoje a dinâmica mudou um pouco.
      E o Sr Raimundo Fontenele, não sou de esquerda muito menos de direita, não sou PTralha muito menos coxinha. Mas sei que educação básica é responsabilidade do governo do estado. E aqui em São Paulo o Sr Geraldo Alckmin já declarou publicamente que se um professor quiser ganhar bem tem que ser profissional de escola privada. E agora essa “reestruturação da educação” que é mais uma maneira de se vingar da greve dos professores no começo do ano.
      Isso tudo é muito pertinente ao post da Cláudia Wallin, pois são esses quem mais pedem o Impeachment da Presidente Dilma. Os políticos que mais despresam a educação querem derrubar um presidente da República (que é exatamente o tema do post).
      E outra coisa Sr Raimundo Fontenele: Quando for discutir a respeito de política, não chame seus colegas de “imbecil”. Afinal todos concordamos que educação é a solução para o país. Mesmo que seja a longo prazo.

    • Dalila Giovannini says:

      Caramba gente, ninguém enxerga que não há interesse em ter um povo culto. Como manipular. …..estamos em um trem desgovernado. …..e sendo roubado em TODOS os sentidos. Barriga vazia, cabeça não pensa. Como aquela estória do dono de porcos, todos os dias ele da de comer, uma vez por semana leva um para o abate. No dia seguinte volta a alimentar o restante, depois de uma semana abate outro. E assim vai caminhando. ….se os porcos não se rebelarem não terá fim nunca. …..

    • Teca Pereira says:

      Uma eleição, nitidamente fraudada, não é eleição, é golpe.
      Impeachment e novas eleições, não é terceiro turno, é tentar corrigir esse golpe que o PT e quase todos (pra não dizer todos) políticos vem dando.
      É tirar a ditadura, cada vez mais próxima, do nosso futuro.
      Só não vê quem não quer e fica repetindo frases de efeito de uma lavagem cerebral.

    • Marcelo Vitorino says:

      Ronaldo Cesar Gomes, tenho 34 anos e nunca tive a idéia que pobre não pode fazer faculdade, pra começar porque as federais sempre foram gratuitas. Todos os meus tios, tão pobres quanto eu, tornaram-se e hoje são professores universitários, todos negros e isso muito antes de PT pensar em chegar à presidência, então não diga que somos todos manipulados pela mídia, cada brasileiro tem sua história de vida, e não temos que pedir perdão quando ele desmente a história oficial.

    • Ronaldo Cesar Gomes says:

      As faculdades federais foram pouco a pouco elitizadas, enquanto o ensino básico fica cada vez mais sucateado, distanciando o pobre que obviamente é quem mais teria direito à Universidade gratuita.
      As vagas de Universidades Federais nunca absorveram toda demanda. A concorrência entre rico de escola particular e pobre de escola pública fica cada vez mais desleal, uma vez que os governos destroem a qualidade de ensino básico cada vez mais. É claro que o homem é um ser ilimitado quando quer, mas as oportunidades precisam ser mais justas.
      E meu pensamento é que escolas de ensino básico e universidades federais tenham o mesmo nível de novo.
      Essa é a luta que o povo precisa comprar. Só que não enxerga.

  4. Fernando De Castro Lopes says:

    Como acontece frequentemente, apreciei também este seu post. Mas me parece desnecessária a referência às eleições passadas. O país está enredado em tamanha crise, envolvendo políticos de todos os naipes e a administração caótica da economia, que parece muito superficial continuar se referindo a esse tipo de bobagem. Este comentário somente segue, para vc, pela admiração que tenho pelas informações que apresenta. Normalmente não me dou a esse trabalho. Bom dia!

  5. Elias de Souza says:

    Claudia Varejão Wallin, “maus perdedores de eleição” eu entendi mais que fracasso se refere “em busca do êxito mesmo em face ao mais ribombante fracasso” do Sisu? se é porque considera um fracasso, se na Filãndia levou década, em nosso país com esta mídia que inverte valores e uma justiça seletiva e mais cara do mundo, levará século talvez..

  6. Ricardo Danillo Iung says:

    Aqui no Brasil, acontece o contrário. A classe média que deveria apoiar o ensino público, ao contrário, ataca os governos que investem responsavelmente na educação, por puro egoísmo. Aqui no Rio Darci Ribeiro e Brizola com o modelo de educação integral e os
    Cieps sofreram perseguições da Globo, a maior parte da classe
    média e do governo federal com Sarney

  7. Geraldo BSilva says:

    Quando falou em “maus perdedores de eleições” me veio à mente o Lula, qd perdeu pro Collor montou o “ministério paralelo” pra “fiscalizar” as ações do governo, e apoiou o “fora COLLOR”” apoiou o impeachment do mesmo e esteve na linha de frente do”fora FHC” . será que é esse tipo de mau perdedor que a Varejão se refere?

  8. Hamilton Aluizio De Oliveira Sarmento says:

    E todo mundo acha que entende alguma coisa e no fundo e na verdade nimguem entende de caraio nem um alguem sabe porque o Cabrito caga redondo nao po nimguem entende de merda vai saber de politica e esses bando de trouxas fica dev defendendo essa cambada de politicos qe que se elege.so pra se da bem e tem gente que acreditar nessa. corja e defende vao primeiro saber porquer o cabrito cab caga redondo

  9. David Roberto Loreti Micheloni says:

    Muito bom. Gostaria também de saber qual termo pode ser comparado ao atributo peculiar dos maus ganhadores de eleições no Brasil, via ameaças aos pobres, promessas não cumpridas e adoção de medidas que o “outro” iria adotar: resiliência sem fim, na determinação obstinada de trilhar um caminho viciado, baseado em quimeras e ideologias fracassadas em vários quadrantes do mundo, mormente nas terras dos “companheiros” sul americanos; na dificuldade de aceitar o retumbante fracasso administrativo que levou o povo a mergulhar em uma era de dificuldades, que mal começou; na desonestidade intelectual, para não dizer pior, em encobrir gastança irresponsável com “pedaladas” e outros artifícios fiscais; no aparelhamento de instituições e cooptação de outros órgãos para tentar manter a impunidade a qualquer preço; na tentativa de ganhar no “tapetão”, se necessário tentando envolver órgãos da magistratura em manobras indecentes, afastando-se quem tiver opinião contrária, tentativa bem ao gosto dos “companheiros” bolivarianos, prontamente rechaçada pelos órgãos responsáveis.

  10. Adriano Azevedo says:

    Se poderem postar para que as pessoas reflitam e pensem eu agradeço. E só avisando que Paulo freire era socialista e defendia o socialismo. Segundo Farias M.S. Há muito que percebe debatem os problemas da educação brasileira, apontarem diversos culpados: governo negligente, professores despreparados, alunos desinteressados – e nada disso deixa de ser verdade -, mas jamais vi a metodologia, ou antes, a ideologia de ensino ser questionada: Freire tornou-se um “deus” incontestável no Brasil. Porém, os números aí estão e mostram a ineficácia da pregação deste.
    Como ex-aluno da rede pública estadual de ensino, percebo que as escolas desestimulam os talentos particulares, as nossas aptidões específicas: a ideia vigente é a de que “todos sejam plenamente iguais, sempre” – isto longe da cogitação jurídica.
    Acontece que não somos todos iguais: alguns possuem habilidade para o pensamento abstrato, outros para o pensamento concreto; uns são excelentes em Matemática, outros em Português; alguns são atletas insignes, outros talentosos enxadristas. Todavia, essas habilidades nunca serão trabalhadas, incentivadas. O sistema educacional força uma “homogenia de aptidões”; uma hegemonia de pensamentos…
    O resultado disso é a formação de profissionais medianos; de pessoas que acreditam não possuírem talento, que “são como todo mundo é” e que “se todo mundo é assim, para quê mudar?”.
    Outro aspecto não muito agradável que percebo em alguns professores que tive – declaradamente adeptos de Freire – é que eles transformam a sala de aula num centro anti-capitalismo. Assim, deixam de cumprir um dever fundamental de seus papéis: integrar o aluno à sociedade em que ele vive.
    Para evoluirmos precisamos de mudança e o agente desta é o jovem que hoje é o aluno, amanhã o professor ou o empresário. Para ser capaz de construir um porvir melhor é necessário que se esteja devidamente integrado à sociedade. Porquanto, precisa-se de professores que estimulem o pensar, que ajudem seus discípulos a desenvolverem seus talentos e a capacidade de avaliar criticamente a realidade.
    A educação é alicerce de um país – e uma casa com alicerces apodrecidos tende a desabar…https://maldadedestilada.wordpress.com/…/a-arma-paulo…/

  11. Cristina Fonseca says:

    Vamos manter as esperanças. Mas será se tinham tanto mão leve com poder? Várias instituições dominando as decisões e mentes de pessoas que não percebem que estão torcendo contra o próprios interesses.

  12. Telma Mathilde Renner says:

    Na realidade ao que eu entendo “resiliência” significa fazer do limão uma limonada, ou transformar eventos negativos de sua vida em futuras experiências positivas, aprender do negativo e transformá-lo em positivo. Não sei aí quanto à palavra “sisu”.

  13. Fernando Amaral says:

    Nossa… “maus perdedores”??? A questão não tem nada a ver com um Fla x Flu, quem é o ganhador… É o país, é a economia, e a população que é a verdadeira perdedora de um governo estelionatário, mentiroso, bandido e incompetente…
    Aqui “Sisu” também deveria simbolizar a dor de um povo escravizado por ideologias manipuladores e ultrapassadas que usam a população para se manter no poder.

  14. Bebel Enge says:

    Enquanto isso, por aqui, a educação pública só se ferra. (Para não usar vocabulário ainda menos adequado.) É óbvio que precisamos de políticas púbicas para a educação em nível nacional! Cadê?

  15. Marcelo Vitorino says:

    Entendi como um elogio, parece-me que os maus perdedores da eleição, por terem a virtude do “sisu”, são mesmo mais perseverantes e trabalhadores, capazes de construir um país de Primeiro Mundo ao contrário dos vencedores que tem o defeito do “sonsu”, só nos decepcionam e envergonham perante o mundo com suas corrupções e processos nos Estados Unidos e na Suíça. Coisas da Pindorama.

    • Diná De Sousa Bezerra says:

      Os maus perdedores com virtudes do sisu? Kkkk. Os maus perdedores só iriam fazer o mesmo, ou pior. É assim desde que o negócio chamado Brasil foi descoberto. A maioria esmagadora dos brasileiros é corrupta. As vezes fico imaginando se o Aecio Neves tivesse sido eleito. A mesma “crise”, a mesma corrupção e silêncio total da rede Globo e dos seus eleitores.

    • Renato Vinícius de Souza says:

      Diná De Sousa Bezerra É né, idiota … Eu ia evidenciar que os votos foram fraudados, haja vista opróprio TSE negar uma análise nas urnas, ia evidenciar que as eleições foram ilegais pois tiveram apuração secreta sob o comando de um advogado do PT, ia evidenciar que NENHUM país de primeiro mundo quer essas merdas dessas urnas eletrônicas que possuem somente um código-chave.

      Aí eu olhei para sua cara e vi que burros foram feitos para serem açoitados e puxarem carroça,não para ouvirem a verdade.

      • Lucas Silva says:

        Tá aqui um exemplo de tolerância e educação. Deixa eu adivinhar, Renato. Vc é ‘discípulo’ do ‘filósofo’ Olavo, não é?
        Sobre o impeachment, qdo aparecerem provas, que a Dilma (ou qualquer outro) caia. No entanto, até aqui houve apenas especulação (e mentira) midiática e, na minha opinião, choro de (mal) perdedor.
        Se o impeachment acontecer nos termos atuais, perde a democracia.
        (Queria eu que a vida fosse tão binária qto alguns acreditam que é).

  16. André Martins says:

    Não sabe perder? Que argumento estapafúrdio, Claudia. Que decepção. Mentir para obter vantagem, como Dilma fez na campanha eleitoral, caracteriza estelionato, imagino que na Suécia também. A sra. Dilma é que não soube perder e literalmente roubou para ganhar.

  17. Ramon Gregório says:

    O brasileiro não sabe perder, seja do PR ou do PSDB, nenhum partido tem projeto de país, só tem a intenção de se perpetuar, já tivemos o fora FHC , agora o fora Dilma, mas se o sistema educacional brasileiro fosse melhor certamente teríamos uma fora todos.

  18. Jorge Marcos Souza says:

    Texto inútil para nós brasileiros. A cultura da Finlândia é uma, a nossa é totalmente diferente. Querem o melhor exemplo???? Os governos dos últimos 13 anos perderam a chance de transformar o Brasil, e parece que tudo está ficando pior.

  19. Edivaldo Santos says:

    Claudia Wallin vc mais uma vez faz uma comparação infeliz em sua colocação! Os exemplos da Finlândia em vários aspectos são excelentes, mas vc vez ou outra defende esse governo corrupto veladamente, apenas nas entrelinhas, e ataca quem se opõe a ele. Um erro ao meu ver.

    • Silvana Campos says:

      Fez uma comparação infeliz porque deu nos dedos dos brasileiros?! A meu ver, as lições de anti-spamcorrupção começa em casa! Já vi vários exemplos de outros países e nenhum serve para o Brasil e nenhum serve! O Brasil se acha em condições superiores a de outros países ou é má vontade mesmo?

    • Edivaldo Santos says:

      Silvana Campos a comparação infeliz a que me referi foi ela cutucar quem se opõe ao Governo, e não é a primeira vez! E não vejo que as lições de outros países não nos sirvam, bem pelo contrário, e a população entende isso, tanto é que faz comparações! A lição começa sim em casa, em todos os sentidos, porém os mandatários da Nação devem dar o exemplo, pois o exemplo tem que vir de cima, como ocorre em casa!

  20. Marcos Moreira says:

    Na Finlândia não tem o maldito PT! Lá não tem um vagabundo covarde e ladrão como o lula, por isso foi possível essa transformação. O povo brasileiro merece ver todos esses vagabundos na cadeia, e não importa de qual partido seja, ladrão bom é ladrão na cadeia ou morto!

    • Davi Broering says:

      Vários petralhas imbecis, ignorantes, que gostam de levar no rabo dia após dia…Como pode uma pessoa que possue um cérebro defender corruptos e ladrões e ainda se vangloriar disto?
      Rômulo César, o problema do Brasil não são os “coxinhas” ou “petralhas”, mas sim pessoas como você que os defende…
      Os políticos do Brasil em atuação hoje, deveriam ser proibidos de participar da política para sempre pois quando uma maçã da cesta está podre, certamente todas apodrecerão…
      Nenhum político Brasileiro presta…infelizmente todos estão podres e tem rabo preso….
      Mas pra uma criatura defender o PT ou é cego, ou sofre de amnésia crônica….
      Não defendo vagabundo de lado algum, mas sou contra estas bestas que defendem…

    • Rômulo César says:

      Não sabes como funciona nosso sistema político! Reflexo de nossa sociedade! Portanto você também é culpado! E somente usando termos como “coxinha” para atingir os imbecís! Pois estes não possuem o mínimo do conhecimento necessário para entender o atual modelo político que torna refém qualquer um que queira mudar o mesmo! E temos políticos que prestam sim! Mas o sistema amarra! Mordaça e esconde! E não pense que o problema é somente interno! Tem interesses extramuros! Você é somente mais um que não tem lado, e pensa que está certo! Ao não escolher um lado já erra! Nessa guerra não tem santo! Tem o lado menos ruim! Infelizmente! Quem sabe daqui a 100 anos poderemos ter um lado melhor! Portanto sou esquerda e me identifico assim! Puna os maus e liberte a voz dos bons! Procura ler mais!

  21. wilson moreira says:

    A jornalista Claudia Wallin com suas surpreendentes reportagens da Escandinávia e, também, com seu importante livro Um País Sem Excelências e Mordomias está prestando uma contribuição indispensável para as elites políticossociais brasileiras fazerem uma autocrítica das crenças e valores que respaldam os atrasos dos arranjos institucionais do país. O BR precisa – e urgente – de um choque de inovação que sepulte essas mentalidades paleolíticas que ainda prosperam na vida pública nacional. wilson moreira de curitiba, brasil.

  22. Odilon Silva says:

    Nada a ver. Perder uma eleição disputada honestamente é uma coisa. Perder para mentiras e fraudes é outra. É a Finlândia? Onde entra? Sisu? Devemos todos ter sempre educação e resiliência. Aí não mais teremos governos mentirosos e corruptos.

  23. David Roberto Loreti Micheloni says:

    “sisu”, em português, é a comparação com o atributo peculiar de maus ganhadores de eleições tupiniquins; resiliência sem fim, na determinação obstinada de continuar a governar com total incapacidade mesmo em face do descalabro e situação de penúria causado ao país e ao seu povo.

  24. Salete Wollinger says:

    Infelizmente o Brasil tem seus governantes de acordo com a Educação de seu povo. A falta de cultura, a pobreza e a miséria humana de nosso pais é porta de entrada de políticos sem moral e qualificação. Se o governo não se esforça, não tem uma politica de educação voltada para o crescimento e o bem comum, continuaremos vivendo num pais de riquezas naturais porem sem perspectiva de uma vida melhor para seu povo.

  25. Davi Broering says:

    Falam em perdedores e ganhadores como se houvesse…
    Não percebem que quem perde é o povo Brasileiro…
    Estamos perdendo dia após dia…nosso filhos perdem, nossos idosos perdem, os aposentados perdem, os trabalhadores perdem, só quem não perde são os vagabundos que sugam nosso país…

  26. Arnaldo Ferraz AF says:

    Cláudia,se vc acha que somos maus perdedores e por que vc vive na
    Suecia, e nao está sendo enganada, roubada,indignada como os 200 Milhoes de brasileiros aqui no Brasil. Vivemos um Desgoverno,inssenssata Presidente quase provoca uma nova Guerra do Paraguai com suas ironias… Desculpe,mas,toda açao tráz uma reaçao. Uma Boa Noite! Amanha 12/10/15 Feliz Dia Das Crianças Para Vc. Nao Deixe A Sua Eterna Criança Adormecida(Alma)Acorde Para Brincar Como Vc Fazia Na Sua Infancia. Ferraz AF.

  27. Paulo Barbosa Carvalho says:

    O que ela quis dizer e que ao invés de ficar pedindo impitima deveriam e trabalhar . Os governadores de seus sonhos não trabalham muito bem não . Dilma está mal ? Ok , e o resto ? Péssimos . Por acaso estamos a pedir impitima desses tais ? Não ! Estamos como ovelhas resignados ? Não ! Mas tbem não ficamos querendo derrubar os tais governadores a qualquer custo .

    • Luis Joacy Matos says:

      Antes de se clamar pelo impeachment presidencial com tanta intensidade, dever-se-ia olhar para os prefeitos dos mais de 5.500 municípios brasileiros, dos quais boa parte já cometeu atos merecedores de cassação mas estão aí muito tranqüilos, sem movimento algum pedindo sua saída e muitos dos quais se candidatarão à reeleição ano que vem e terão êxito!

  28. gamefly says:

    Very nice post. I simply stumbled upon your blog and wished to say that I have really enjoyed surfing around
    your weblog posts. In any case I’ll be subscribing in your rss feed and I’m hoping you write again soon!

  29. gamefly free trial says:

    Hmm it appears like your website ate my first comment (it was extremely long) so I guess I’ll just sum it up what I submitted and say, I’m thoroughly
    enjoying your blog. I too am an aspiring blog blogger but I’m
    still new to everything. Do you have any points for newbie blog writers?
    I’d genuinely appreciate it.

  30. g says:

    It’s a pity you don’t have a donate button! I’d certainly donate to this excellent
    blog! I suppose for now i’ll settle for book-marking and
    adding your RSS feed to my Google account. I look forward to new updates and will talk about this site with my Facebook group.
    Chat soon!

  31. free minecraft says:

    Admiring the time and effort you put into your site and in depth information you provide.

    It’s great to come across a blog every once in a while
    that isn’t the same out of date rehashed information. Excellent read!
    I’ve saved your site and I’m including your RSS feeds to my Google account.

  32. g says:

    Heya i’m for the first time here. I came across this board and I find It truly useful & it
    helped me out much. I hope to give something back and aid others like you helped me.

  33. g says:

    Awesome website you have here but I was wanting to know if you knew of any discussion boards that cover the same topics
    talked about here? I’d really love to be a part of online community where I can get comments
    from other experienced people that share the same interest.
    If you have any recommendations, please let me know.
    Many thanks!

  34. quest bars says:

    Heya i’m for the primary time here. I found this board and I in finding It
    really useful & it helped me out a lot. I hope
    to offer one thing back and help others such as you aided me.

  35. quest bars cheap says:

    Wonderful goods from you, man. I have understand your stuff previous to and you are just too wonderful.
    I actually like what you’ve acquired here, really like what you are
    saying and the way in which you say it. You make it enjoyable and you still take care of to keep it sensible.
    I cant wait to read far more from you. This is
    really a great site.

  36. plenty of fish dating site says:

    Does your blog have a contact page? I’m having a tough time locating it but, I’d like to send you an e-mail.
    I’ve got some suggestions for your blog you might
    be interested in hearing. Either way, great site
    and I look forward to seeing it improve over time.

  37. plenty of fish dating site says:

    Have you ever thought about publishing an ebook or guest authoring on other websites?
    I have a blog based on the same subjects you discuss and would love to
    have you share some stories/information. I know my visitors would appreciate
    your work. If you are even remotely interested,
    feel free to shoot me an e-mail.

  38. plenty of fish dating site says:

    Good day I am so excited I found your blog, I really found you by accident, while I was looking on Askjeeve for something
    else, Nonetheless I am here now and would just like to say thanks
    a lot for a fantastic post and a all round enjoyable blog (I
    also love the theme/design), I don’t have
    time to go through it all at the moment but I have book-marked it and also added your
    RSS feeds, so when I have time I will be back to read
    more, Please do keep up the superb work.

  39. quest bars cheap says:

    After exploring a number of the blog posts on your blog, I truly appreciate your technique of blogging.
    I saved as a favorite it to my bookmark webpage list and will be checking back in the near future.
    Please visit my web site as well and let me know how you feel.

  40. Adam Nash says:

    Thanks , I have just been searching for info approximately this topic for a while and yours is the best I’ve came upon so far. However, what in regards to the bottom line? Are you certain concerning the supply?

  41. Diana Jackson says:

    You actually make it seem so easy with your presentation but I find this matter to be really something that I think I would never understand. It seems too complicated and extremely broad for me. I’m looking forward for your next post, I will try to get the hang of it!

  42. Justin Greene says:

    I was very pleased to find this internet-site.I wished to thanks to your time for this excellent read!! I undoubtedly having fun with each little little bit of it and I have you bookmarked to check out new stuff you blog post.

  43. Ava Walker says:

    Almost all of whatever you state happens to be astonishingly legitimate and that makes me ponder why I had not looked at this in this light previously. This piece truly did turn the light on for me as far as this specific subject goes. Nevertheless at this time there is one particular point I am not really too comfy with so while I attempt to reconcile that with the actual main idea of the position, permit me see exactly what all the rest of your subscribers have to point out.Well done.

  44. Maria Welch says:

    I’m really enjoying the theme/design of your website. Do you ever run into any browser compatibility problems? A couple of my blog visitors have complained about my site not working correctly in Explorer but looks great in Firefox. Do you have any recommendations to help fix this issue?

  45. Christian Walsh says:

    Hello, Neat post. There’s an issue together with your web site in web explorer, would check this… IE nonetheless is the market leader and a huge portion of other folks will omit your magnificent writing due to this problem.

  46. Tracey Cameron says:

    Good article. It is extremely unfortunate that over the last 10 years, the travel industry has already been able to to deal with terrorism, SARS, tsunamis, flu virus, swine flu, and the first ever real global tough economy. Through all this the industry has proven to be robust, resilient and dynamic, finding new solutions to deal with hardship. There are constantly fresh difficulties and chance to which the business must all over again adapt and behave.

  47. Pingback: bong88

  48. Pingback: w88 thailand

  49. Pingback: شركة تنظيف قصور بالرياض

  50. John Quinn says:

    Nice read, I just passed this onto a friend who was doing a little research on that. And he actually bought me lunch since I found it for him smile Therefore let me rephrase that: Thanks for lunch!

  51. Pingback: die cuts

  52. Pingback: forum

  53. Pingback: enlightened marketing

  54. Angela Abraham says:

    Unquestionably imagine that which you said. Your favourite justification appeared to be on the internet the simplest factor to have in mind of. I say to you, I certainly get annoyed while people think about issues that they just don’t realize about. You controlled to hit the nail upon the highest and outlined out the whole thing with no need side effect , folks could take a signal. Will likely be back to get more. Thanks

  55. Pingback: lamborghini replica watch for sale

  56. coconut oil or says:

    hello there and thank you for your information – I’ve certainly picked up anything new from right here.
    I did however expertise several technical points using this web
    site, since I experienced to reload the web site many
    times previous to I could get it to load properly. I had been wondering if
    your web hosting is OK? Not that I’m complaining, but slow loading instances times will
    sometimes affect your placement in google and could
    damage your high quality score if advertising and marketing
    with Adwords. Anyway I am adding this RSS to my email and
    could look out for much more of your respective interesting content.
    Make sure you update this again soon.

  57. tinyurl.com says:

    Thank you for another fantastic post. The place
    else may just anybody get that type of information in such a perfect method of writing?
    I have a presentation next week, and I am on the look for such
    information.

  58. Nathan McGrath says:

    You are so awesome! I don’t believe I’ve read anything like that before. So good to find somebody with unique thoughts on this subject matter. Really.. many thanks for starting this up. This web site is one thing that is needed on the web, someone with some originality!

  59. ps4 games says:

    Hello there! This is my first visit to your blog! We are a
    team of volunteers and starting a new initiative in a community in the same niche.

    Your blog provided us valuable information to work on. You have done
    a marvellous job!

  60. quest bars cheap says:

    First off I want to say superb blog! I had a quick question in which I’d like to ask if you don’t mind.

    I was curious to find out how you center yourself and clear your thoughts before writing.

    I have had difficulty clearing my mind in getting my thoughts out there.
    I truly do take pleasure in writing however it just seems
    like the first 10 to 15 minutes are lost simply just trying to figure out how to begin. Any suggestions or tips?
    Many thanks!

  61. quest bars cheap coupon twitter says:

    It’s a shame you don’t have a donate button! I’d definitely donate to this excellent blog!

    I suppose for now i’ll settle for book-marking and adding your RSS feed to my Google account.
    I look forward to fresh updates and will share this blog with my
    Facebook group. Chat soon!

  62. match.com free trial says:

    Pretty component to content. I just stumbled upon your website and in accession capital to claim
    that I get in fact loved account your blog posts. Anyway I’ll be subscribing
    on your augment and even I success you get entry to constantly quickly.

  63. plenty of fish vs match.com free trial says:

    With havin so much written content do you ever run into any problems of plagorism
    or copyright infringement? My blog has a lot of exclusive content I’ve either written myself or
    outsourced but it looks like a lot of it is popping it up all over the web without my agreement.
    Do you know any ways to help prevent content from being ripped off?
    I’d definitely appreciate it.

  64. sling tv says:

    I do not even understand how I ended up here, but I assumed this publish was great.

    I do not recognise who you might be but definitely you’re going to a
    well-known blogger if you are not already. Cheers!

  65. sling tv says:

    I like the helpful info you supply in your articles.
    I will bookmark your weblog and take a look at once more here
    regularly. I’m moderately certain I’ll be informed many new stuff proper here!
    Best of luck for the next!

  66. sling tv says:

    I loved as much as you will receive carried out right here.
    The sketch is tasteful, your authored material stylish.
    nonetheless, you command get bought an shakiness over that you
    wish be delivering the following. unwell unquestionably come
    further formerly again since exactly the same nearly a lot often inside case you shield this hike.

  67. sling tv says:

    An outstanding share! I’ve just forwarded this onto
    a friend who was doing a little homework on this.
    And he in fact bought me lunch due to the fact that I
    discovered it for him… lol. So let me reword this….
    Thank YOU for the meal!! But yeah, thanks for spending the time to
    talk about this issue here on your site.

  68. sling tv best package 2020 says:

    Just want to say your article is as surprising. The clearness in your post is
    simply cool and i could assume you’re an expert on this subject.
    Fine with your permission allow me to grab your RSS feed to
    keep up to date with forthcoming post. Thanks a million and please carry on the enjoyable work.

  69. cbd oil that works 2020 says:

    May I simply say what a comfort to discover somebody who
    truly understands what they are discussing on the net.
    You actually realize how to bring an issue to light and make it important.
    More people ought to look at this and understand this side of the story.
    I can’t believe you are not more popular because you most
    certainly possess the gift.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *